Electrolux tem lucro líquido de US$ 200,6 milhões no trimestre

A fabricante sueca de eletrodomésticos AB Electrolux anunciou que seu lucro líquido no segundo trimestre encerrado em 30 de junho de 2002 cresceu 59% para 1,85 bilhões de coroas suecas (US$ 200,6 milhões), de 1,16 bilhão de coroas suecas em mesmo período de 2001. As vendas no trimestre caíram para 37,22 bilhões de coroas suecas (US$ 4,03 bilhões), de 37,46 bilhões de coroas suecas em 2001. O lucro antes dos impostos subiu para 2,69 bilhões de coroas suecas (US$ 291,7 milhões), de 1,75 bilhão de coroas suecas em 2001. Os analistas previam um lucro antes dos impostos de 1,98 bilhão de coroas suecas (US$ 214,7 milhões), de acordo com a SME Direkt. O executivo-chefe da empresa, Hans Straaberg, disse que boa parte da melhora no lucro operacional durante o primeiro semestre do ano deveu-se aos eletrodomésticos nos EUA. Straaberg disse que as contínuas medidas de reestruturação estão prosseguindo de acordo com os planos. Até hoje, a companhia utilizou cerca de 65% da provisão total de 3,3 bilhões de coroas suecas (US$ 358 milhões). As economias no primeiro semestre totalizaram cerca de 340 milhões de coroas suecas (US$ 36,8 milhões). O programa de reestruturação inclui o fechamento de fábricas e a racionalização das organizações de vendas e administração. Straaberg acredita que pode melhorar a lucratividade e que a primeira prioridade da companhia é estabilizar a margem operacional do grupo em 6%, disse ele. "A demanda do mercado no segundo semestre de 2002 deverá ficar no geral estável na Europa e na América do Norte, em comparação com mesmo período de 2001", acrescentou Straaberg. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.