Eletrobrás: alta no lucro veio das empresas controladas

A Eletrobrás informou que o lucro obtido no primeiro trimestre deste ano, 261% acima do mesmo período no ano passado, foi possibilitado pelos resultados obtidos pelas empresas controladas - Furnas, Eletronuclear, Chesf, entre outras. Segundo a Eletrobrás, as controladas contribuíram com R$ 617,5 milhões, decorrentes da avaliação dos investimentos societários, volume maior do que em 2007, quando elas apresentaram um ganho de R$ 393,6 milhões.Segundo a estatal, o resultado da equivalência patrimonial deste trimestre foi influenciado positivamente pelo ajuste a valor presente decorrente de obrigações para desmobilização de ativos, que impôs uma diminuição de R$ 260,6 milhões na provisão correspondente.Esta provisão foi motivada pela aplicação de dispositivos da nova lei das sociedades por ações, em decorrência da instrução normativa da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), de número 469.Além disso, a Eletrobrás também destacou em nota enviada à imprensa que influenciaram no seu resultado as receitas financeiras decorrentes dos financiamentos e empréstimos concedidos, que geraram um ganho de R$ 880,7 milhões. A valorização do real fez com que este número fosse 5,9% menor do que no mesmo período em 2007, quando atingiu R$ 936,1 milhões.Segundo a estatal, a retração da valorização do real em relação ao dólar e o fato de a Eletrobrás deter relevante parcela de seus recebíveis (líquidos de obrigações) - R$ 14,159 milhões (US$ 8,095 milhões) - indexados à moeda americana produziram uma perda para a companhia nos três primeiros meses de 2008 equivalente a R$ 159,6 milhões, volume 78% menor do que a perda de R$ 755,8 milhões verificada no mesmo período de 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.