Eletrobras anuncia saída de Erenice do conselho de administração

A saída do conselho de administração da Eletrobras ocorre após Erenice deixar a Casa Civil, por suspeitas de nepotismo e favorecimento a um suposto esquema de tráfico de influência no governo federal

Wellington Bahnemann, da Agência Estado,

21 de setembro de 2010 | 18h16

A Eletrobras anunciou nesta terça-feira, 21, que a ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, se desligou hoje do Conselho de Administração da companhia. A nota divulgada pela empresa, contudo, não afirma se Erenice também saiu do conselho de administração da Chesf, subsidiária da holding federal.

A saída do conselho de administração da Eletrobras ocorre após Erenice deixar a Casa Civil, na semana passada, por suspeitas de nepotismo e favorecimento a um suposto esquema de tráfico de influência no governo federal com a participação de seu filho, Israel Guerra.

Reportagem publicada pela Agência Estado hoje também informou que existe a possibilidade de Erenice perder a vaga no conselho de administração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Tudo o que sabemos sobre:
EletrobrasEreniceDilmaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.