Eletrobrás: conselho aprova capitalização de controladas

A Eletrobrás vai capitalizar as dívidas de suas controladas, numa operação que resultará em um aumento de capital total de R$ 11,770 bilhões. A medida foi aprovada em reunião do Conselho de Administração da empresa na última sexta-feira, na qual ficou decidido que as controladas terão de celebrar com a Eletrobrás um contrato de metas de desempenho empresarial. Essa decisão, por sua vez, está inserida no processo de melhoria das regras de governança corporativa do grupo.

ALINE CURY ZAMPIERI, Agencia Estado

03 de novembro de 2009 | 11h04

Nas empresas de geração e transmissão, os aumentos de capital serão de R$ 6,605 bilhões e de R$ 658 milhões, respectivamente, sendo que o primeiro mediante a capitalização dos créditos da Eletrobrás decorrentes do saldo devedor dos financiamentos concedidos com recursos ordinários e o segundo por meio da integralização dos saldos dos adiantamentos para futuro aumento de capital (Afac) contabilizados nas empresas e atualizados.

Nas distribuidoras, os aumentos de capital são de R$ 2,220 bilhões e R$ 2,286 bilhões, segundo os mesmos critérios acima. No total, a capitalização com saldo devedor dos financiamentos concedidos com recursos ordinários é de R$ 8,825 bilhões. Os saldos de Afac somam R$ 2,944 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Eletrobráscapitalizaçãocontroladas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.