Eletrobrás sai de lucro para prejuízo de R$ 1,7 bilhão

A Eletrobrás, holding estatal de energia elétrica, encerrou o primeiro semestre com prejuízo de R$ 1,77 bilhão, conforme balanço divulgado na noite desta terça-feira. No primeiro semestre do ano passado, a estatal havia contabilizado lucro de R$ 649,4 milhões. As perdas do semestre passado são basicamente contábeis, devido à queda do dólar em relação ao real. A Eletrobrás é responsável por cerca de 60% da energia elétrica gerada no País, controlando Furnas, Chesf, Eletronorte, Eletronuclear, entre outras.Em termos operacionais ? resultados da venda de energia e participações acionárias ? a empresa lucrou R$ 780 milhões no semestre passado. A forte dependência da Eletrobrás frente à oscilação do dólar resulta do grande volume de empréstimos da holding às empresas do setor elétrico em moeda estrangeira, especialmente à hidrelétrica Itaipu. No final do semestre passado as operações de empréstimos da Eletrobrás somavam R$ 38,7 bilhões. Segundo nota divulgada pela empresa, a receita líquida caiu 30,1%, de R$ 3,443 bilhões para R$2,407 bilhões de 2002 para 2003. As despesas operacionais somaram R$ 5,134 bilhões, contradespesas de R$ 1,245 bilhão no mesmo semestre do ano passado. O prejuízo operacional foi de R$2,727 bilhões, ante lucro de R$ 2,197 bilhões nos primeiros seis meses de 2002. No dia 30 de junho, o patrimônio líquido era de R$ 88,024 bilhões.

Agencia Estado,

12 de agosto de 2003 | 20h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.