Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Eletrobras vai investir R$ 1 bi por ano nas Américas

A Eletrobras vai investir cerca de R$ 1 bilhão por ano até 2015 para se tornar uma empresa internacional. O anúncio foi feito ao jornal O Estado de S.Paulo pelo presidente da estatal, José da Costa Carvalho Neto.

AE, Agencia Estado

21 de maio de 2011 | 09h08

O investimento total da Eletrobrás é de R$ 10 bilhões nos próximos cinco anos e, segundo o executivo, 10% desse montante será reservado para a expansão no exterior. "Depois desse período, os investimentos internacionais vão continuar, mas podem ser ajustados para mais ou para menos", afirmou Carvalho Neto.

A integração das ações da Eletrobrás nas mais diversas áreas na América do Sul e na América Latina é uma das metas da estatal durante o governo da presidente Dilma Rousseff, destacou.

A primeira ação concreta nessa área será a construção de uma linha de transmissão que interligará o Brasil com o Uruguai. A linha, de 500 quilovolts, começará a ser implantada no início do segundo semestre. "Essa é uma integração em que todos os países têm a ganhar, tanto em termos de qualidade e segurança, como de custo."

Usinas

Outra frente de internacionalização, dessa vez na área de geração, também está sendo avaliada pela Eletrobrás: a construção das usinas hidrelétricas de Inambari, no Peru, com capacidade instalada de 2,6 mil megawatts (MW), e a de Tumarín, na Nicarágua, com capacidade de 253 MW. Há ainda estudos de viabilidade para a construção da hidrelétrica binacional de Garabi, com capacidade de 2 mil MW, entre o Brasil e a Argentina. "Esse é um ponto muito importante para integração da América do Sul e da América Latina, pela complementaridade hidrológica das diferentes bacias, além da melhoria da qualidade", ressaltou Carvalho Neto.

Marca

Para se projetar fora do Brasil, a Eletrobrás precisa de uma marca forte. Carvalho Neto afirmou que a nova marca da estatal, lançada em março do ano passado, já consta entre as mais valiosas do mundo, avaliada em US$ 2,5 bilhões. "Pela primeira vez, a Eletrobrás está entre as 500 marcas mais valiosas do mundo. No Brasil, é a nona", comemorou o executivo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eletrobrásinvestimentoestatal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.