Eletroeletrônicos se beneficiarão da queda do dólar, diz associação

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Paulo Saab, disse hoje que a queda do dólar para o patamar de R$ 3,20 poderá ser positiva para o setor, por conta da menor pressão dos fornecedores por repasses de preços e da melhora da expectativa do consumidor. "Ainda é muito cedo para analisar, mas o setor está tão parado que (a redução do câmbio) pode ajudar", afirmou. Saab disse que há empresas do setor com as linhas de produção paradas."O primeiro trimestre foi perdido. Agora parece começar a andar um pouco, por conta do Dia das Mães que se aproxima. Se não houver melhora nos próximos dias, perderemos todo o primeiro semestre", disse. Saab afirmou ainda que para salvar o ano das fabricantes de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, o governo precisa aumentar a oferta de crédito para incentivar o consumo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.