Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Eletroeletrônicos se recuperam em outubro; DVD é o destaque

As vendas de produtos eletroeletrônicos da indústria para o varejo confirmaram em outubro uma ligeira recuperação. Até setembro, o volume comercializado pelo grupo de fabricantes filiados à Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) estava apenas 0,02% acima de 2001 no acumulado do ano. Agora, a variação chegou a 0,14%.O resultado é decorrente do desempenho de outubro, quando as vendas cresceram 18,76% em relação a setembro. Todos dos segmentos acompanhados pela entidade registraram uma boa performance. As vendas de produtos da linha branca cresceram 18,75%; de eletroportáteis, 11,19%; e de aparelhos de imagem e som, 27,74%. De acordo a Eletros, o setor está começando a recuperar as perdas de 2001, quando o recuo chegou a 6% em razão principalmente do racionamento de energia elétrica.Os DVDs continuam puxando os resultados. O volume praticamente dobrou em relação a outubro do ano passado (99,02%) e cresceu 75,67% sobre setembro. No acumulado do ano, as vendas destes produtos subiram 82,36%. A estimativa é de que entre 900 mil a 1 milhão de aparelhos sejam comercializados este ano. O DVD está motivando também o aquecimento das vendas de televisores, especialmente os de tela grande. Os fabricantes estimam vender 5 milhões de unidades em 2002. Até outubro, o volume tinha crescido 10,24%.As variações do segmento de imagem e som estão sendo afetadas também pela base de comparação, pois, segundo a Eletros, estes produtos só passaram a vender mais em outubro e setembro do ano passado, comprometendo portanto os resultados de 2002.Com relação à linha branca, a Eletros considera que a demanda neste segmento está sendo retomada agora, passado o apagão. Em relação a outubro do ano passado, houve um avanço de 7,5%. Já os eletroportáteis ficaram praticamente estáveis, recuando 0,62%.

Agencia Estado,

26 de novembro de 2002 | 16h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.