Eletropaulo checa caso especial por computador

Os registros de consumo considerados atípicos durante os meses de maio, junho e julho do ano passado - indicadores para se estabelecer a cota de cada consumidor - serão avaliados pelos computadores da Eletropaulo e a empresa reconheceu, durante a entrevista desta quarta-feira, que sobrarão poucas brechas para uma negociação particular com os consumidores. "Há casos em que a residência ficou desocupada durante um daqueles meses ou que ocorreu um excesso de consumo", exemplificou Luiz Hernandez, vice-presidente da empresa. Nestes casos, serão procuradas novas médias de consumo. O trabalho será feito pelos programas de computador que gerenciam os serviços da Eletropaulo. "Os programas já começaram a ser adaptados para o racionamento", anunciou ele. Depois de estabelecidas as novas médias, o consumidor será avisado e terá que se enquadrar nelas. "A negociação caso a caso de todos estes casos é impossível. Atendemos a 4,5 milhões de consumidores ", antecipou Hernandez.

Agencia Estado,

23 de maio de 2001 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.