Eletrosul obtém R$ 207 mi do BNDES para implantar a usina São Domingos

Valor representa 54% do investimento total. Usina deve entrar em operação em fevereiro de 2012 e terá capacidade para atender mais de 550 mil habitantes

Karla Mendes, da Agência Estado,

28 de fevereiro de 2011 | 18h51

A Eletrosul, empresa do Sistema Eletrobras, obteve financiamento de R$ 207 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para implantação de sua primeira usina no Mato Grosso do Sul: a Usina Hidrelétrica São Domingos. Segundo a Eletrosul, também serão feitos investimentos no sistema de transmissão associado à usina.

O valor aprovado pelo BNDES representa 54% do investimento total do empreendimento, de aproximadamente R$ 386 milhões, segundo a Eletrosul, e será amortizado em 16 anos. A UHE São Domingos, localizada no rio Verde, entre os municípios de Ribas do Rio Pardo e Água Clara, com potência instalada de 48 MW, é uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que deve gerar cerca de 700 empregos diretos e outros mil indiretos. A previsão é que a usina entre em operação a partir de fevereiro de 2012 e terá capacidade para atender mais de 550 mil habitantes.

O empreendimento começou a ser implantado em junho de 2009 e até janeiro, segundo a Eletrosul, o avanço físico das obras aponta uma evolução de 75% no vertedouro, que já teve concluídas as escavações comuns e em rocha, e o trabalho se concentra nas estruturas de concreto, que já estão com 60% do serviço realizado. Na casa de força, que terá duas unidades geradoras, o avanço físico é de 47%, estando também concluídas as escavações comuns e em rocha. Já a barragem da margem direita, que terá 32 metros de altura máxima, avançou 22,26%.

O sistema de transmissão conta com uma linha de transmissão (LT), em 138 kV, com aproximadamente 53 km de extensão, que fará a integração da usina ao Sistema Interligado Nacional, a partir de conexão ao barramento de 138kV da Subestação Água Clara (MS). A LT obteve Licença Prévia pelo órgão ambiental do Mato Grosso do Sul em 10 de fevereiro, e a Eletrosul se prepara para solicitar a Licença de Instalação para que as obras de fato possam começar.

"A obra da usina evolui bem e a liberação do financiamento nos permite mais conforto para viabilizar o empreendimento", afirmou o presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto, por meio de nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.