Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Em 2012, CSA pode faturar até US$ 3,5 bilhões

A Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) prevê atingir um faturamento de US$ 3 bilhões a US$ 3,5 bilhões em 2012, pouco mais de dois anos depois de iniciar suas operações. Com isso, a empresa espera colaborar com R$ 2 bilhões para o saldo da balança comercial, já descontados os valores das matérias-primas importadas para a produção de aço, o que a colocaria entre as maiores exportadoras do País.

Glauber Gonçalves, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2011 | 00h00

"Isso representa ser o quarto ou o quinto maior exportador do Brasil", declarou ontem o vice-presidente financeiro da companhia, Rodrigo Tostes. Ele ponderou, no entanto, que pode haver alguma variação nas estimativas com as oscilações dos preços do aço. A companhia deve alcançar a produção anual de 3 milhões de toneladas de placas até o fim do ano e atingir a capacidade máxima de 5 milhões em 2012.

Resultado de parceria entre a Vale, que detém 27% do negócio, e da ThyssenKrupp (73%), a CSA adotou um modelo de negócios que prevê o envio das placas produzidas no Brasil para unidades do grupo alemão nos Estados Unidos e na Europa, onde são laminadas. Segundo Tostes, a estratégia é essencial para garantir sua viabilidade num cenário em que há excesso de oferta de aço no mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.