Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Em 2014, consumo das famílias é o menor desde o governo Lula

Crescimento de 0,9% no consumo das famílias em 2014 é o menor desde a queda de 0,7% em 2003, primeiro ano do governo Lula

Economia & Negócios

27 de março de 2015 | 09h27


O consumo das famílias cresceu 0,9% em 2014 ante 2013, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira, 27, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O crescimento de 2014 é o menor resultado para o consumo das famílias desde 2003, primeiro ano do governo Lula, quando houve queda de 0,7%.

Durante o governo Lula, o estímulo ao consumo foi o carro-chefe da política econômica, por meio de incentivos como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos, em 2008, e para eletrodomésticos, em 2009. Na mesma época, o governo zerou o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) cobrado em empréstimos. A fórmula foi repetida pelo governo Dilma, que prorrogou as isenções.

Trimestre. No quarto trimestre de 2014, o consumo das famílias subiu 1,1% contra o terceiro trimestre. Na comparação com o quarto trimestre de 2013, o consumo das famílias mostrou alta de 1,3%.

Tudo o que sabemos sobre:
PIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.