Em ata , Copom prevê dólar a R$ 2,55 para o fim de 2014

Comitê de Política Monetária, que elevou a taxa de juros na semana passada, considera câmbio a R$ 2,55, ante os R$ 2,50 da avaliação anterior

O Estado de S. Paulo

11 Dezembro 2014 | 09h21

BRASÍLIA - O Comitê de Política Monetária (Copom) informou nesta quinta-feira, 11, que mudou sua premissa para o câmbio de R$ 2,50 para R$ 2,55 pelo cenário de referência. 

O valor considerado para o dólar está ligeiramente abaixo do valor negociado no dia em que o colegiado decidiu subir a Selic de 11,25% ao ano para 11,75%, quando o dólar fechou em R$ 2,5550. 

Esta semana, o dólar voltou a bater a casa dos R$ 2,60 e atingiu a maior cotação desde 2005. Incertezas sobre a política econômica de Dilma Rousseff e a recente crise de corrupção na Petrobrás azedam o humor do mercado.

A pesquisa Focus, realizada pelo Banco Central, apontou na última segunda-feira, 8, que analistas preveem a moeda americana a R$ 2,70 no ano que vem. A perspectiva de baixo crescimento para a economia e os duros ajustes que devem ser feitos para controlar a inflação e as contas públicas influenciam as previsões, que também levam em conta a recente alta dos juros.

Mais conteúdo sobre:
Copomdólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.