Em ata, Fed prevê expansão menor e inflação maior nos EUA

O Federal Reserve reduziu nestaquarta-feira a previsão de crescimento econômico em 2008 ealertou para o aumento da inflação e do desemprego, mas tambémindicou que não deve cortar os juros novamente no curto prazo. "Muitos membros comentaram que provavelmente não seráapropriado um afrouxamento na política em resposta ainformações que sugerem que a economia está se desacelerandomais ou mesmo se contraindo levemente no curto prazo", afirmouo Fed na ata da reunião de 29 e 30 de abril. Em projeções anexas, o Fed reduziu a previsão decrescimento para entre 0,3 por cento a 1,2 por cento em 2008,menos do que a faixa de 1,3 por cento a 2 por cento que eraestimada há três meses. Ao mesmo tempo, o banco central dos EUA afirmou esperar quea inflação se mantenha "elevada" e que o desemprego cresça"significativamente." Os membros do Fed consideram que o corte de 0,25 pontopercentual do juro na última reunião, para 2 por cento, foi umadecisão "apertada". Os responsáveis pela política monetária avaliaram naocasião que os riscos para o crescimento estavam melhorequilibrados em relação aos riscos de inflação. "Os participantes estavam... preocupados com os riscos deinflação, dado o contínuo aumento do petróleo e das commoditiese o fato de alguns indicadores sugerirem que a expectativa deinflação aumentou nos últimos meses", disse o Fed. (Reportagem de Mark Felsenthal e Glenn Somerville)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.