Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Em dia de Copom, juros e dólar recuam e Bolsa sobe

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu manter a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 26,5% ao ano. Apesar de criticada por representantes do comércio e da indústria, a decisão do Comitê influenciou de forma positiva os mercados. Nos negócios com juros, os contratos pós-fixados com vencimento em janeiro (os mais negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros) apresentaram recuo das taxas, sinalizando que o investidor continua confiante na queda da Selic. No encerramento dos negócios, estes papéis pagavam taxas de 23,900% ao ano.O dólar comercial terminou o dia cotado a R$ 3,0000 na ponta de venda dos negócios - queda de 1,38% em relação aos últimos negócios de ontem. Durante esta quarta-feira, a moeda norte-americana oscilou entre os patamares R$ 3,0360 e R$ 2,9860. Com o resultado de hoje, o dólar acumula alta de 3,02% em maio e queda de 15,25% no ano.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 2,26%. O volume financeiro somou R$ 645 milhões. No mercado de ações em Nova York, o Índice Dow Jones ? que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York ? encerrou o dia em alta de 0,30%. Já a Nasdaq ? bolsa que negocia ações do setor de tecnologia e Internet ? fechou em queda de 0,08%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.