finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Em dia de recorde da Bovespa, ações da TAM caem mais de 6%

O volume financeiro da Bovespa ficou em R$ 4,3 bilhões

REUTERS e Agência Estado

19 de julho de 2007 | 17h19

Em dia de recorde na Bolsa de Valores e São Paulo (Bovespa), as ações da TAM tiveram mais um dia de forte de queda. Nesta quinta-feira, 19, o Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - bateu em 58.124 pontos, em alta de 0,99% em relação aos últimos negócios. Enquanto isso, as ações preferenciais (PN, sem direito a voto) da TAM fecharam cotadas a R$ 56,50, em baixa de 5,80%. O volume financeiro da Bovespa ficou em R$ 4,3 bilhões.Veja também:Ações da TAM têm mais um dia de queda   Os investidores ficaram aliviados com os comentários do presidente do banco central norte-americano e a ata de sua última reunião não terem trazido grandes surpresas. Os formuladores de política monetária do Federal Reserve avaliaram que os riscos ao crescimento dos Estados Unidos diante da desaceleração do mercado imobiliário estavam "mais equilibrados" em sua reunião de junho, segundo a ata do encontro divulgada nesta quinta-feira.A ata da reunião de 27 e 28 de junho mostra que o setor imobiliário deve continuar abatendo a expansão por algum tempo, mas os membros do banco central norte-americano ainda não tinham visto sinais convincentes de que a recente desaceleração do núcleo da inflação poderia ser sustentada. "Os participantes concordaram que o risco de que a inflação não desacelere como o esperado continuou sendo a preocupação predominante", indicou a ata.De acordo com o documento, a atividade econômica ainda está se expandindo em ritmo moderado e os membros do Fed interpretaram que as informações mais recentes sobre gastos e confiança empresariais e do mercado de trabalho "sugerem que os riscos ao crescimento estavam mais equilibrados que na reunião de maio".

Tudo o que sabemos sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.