Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Em Dubai, ministra da Agricultura apresenta oportunidades de investimento aos árabes

Principal destaque da visita de Tereza Cristina é a abertura do mercado egípcio para lácteos; relação com árabes ficou estremecida em abril, quando o governo Bolsonaro anunciou intenção de criar um escritório em Jerusalém

Flávia Alemi, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2019 | 12h18

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, apresentou neste domingo à comunidade árabe possíveis oportunidades de comércio e investimentos no Brasil. Durante seminário na Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, em Dubai, a ministra destacou possibilidades em toda a cadeia produtiva do agronegócio, além de projetos de infraestrutura, como ferrovias e rodovias.

Na apresentação, o presidente da Câmara Árabe-Brasileira, Rubens Hannun, disse que a peregrinação de Tereza Cristina pelos países árabes vai contribuir para o crescimento dos negócios com o Brasil. O principal destaque da visita da ministra até o momento foi a abertura do mercado egípcio para lácteos.

 

A ministra está em missão no Oriente Médio desde 11 de setembro, participando de encontros com autoridades do mundo árabe com o objetivo de fortalecer a parceria comercial com os países. A relação com os árabes ficou estremecida em abril, quando o governo de Jair Bolsonaro, em alinhamento com Israel, anunciou ter intenções de criar um escritório comercial em Jerusalém, cidade historicamente disputada por palestinos e judeus.

Após o mal-estar, Bolsonaro ofereceu um jantar a embaixadores de países árabes para apaziguar os ânimos e deve visitar o Golfo Pérsico em outubro. Em 2018, as exportações agropecuárias para 55 países árabes somaram US$ 16,13 bilhões, correspondente a 19% do total das vendas externas do agronegócio brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.