Em greve há 7 dias, bancários participam de audiência no TRT

Trabalhadores de São Paulo discutirão no Tribunal Regional do Trabalho o dissídio coletivo de greve

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

14 Outubro 2008 | 12h16

Após votarem em assembléia na segunda-feira pela manutenção da greve, os bancários de São Paulo participarão nesta terça, 14, de audiência de conciliação para analisar o dissídio coletivo de greve no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região. A paralisação, iniciada na quarta-feira passada, entra nesta terça em seu sétimo dia.  Um balanço parcial do sindicato indicava que, até as 11 horas, cerca de 12 mil funcionários estavam paralisados, em três postos bancários. Duas agências do Banco Real, uma na Avenida Paulista e outra na Av. Brigadeiro Luís Antônio, e o CEIC do Itaú. A categoria fará uma manifestação, às 14 horas, em frente ao TRT-SP. Além disso, um grupo de 500 bancários faz uma manifestação, esta manhã, em frente ao Centro Empresarial Itaú Conceição (CEIC), na Vila Conceição, zona sul da capital paulista. Segundo informações da assessoria do sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, o policiamento que está no local já retirou faixas dos sindicalistas e ameaça prendê-los após a manifestação. Além disso, a Polícia Militar (PM) tenta fazer com que os bancários em greve entrem no local para trabalhar, segundo o sindicato.  De acordo com a PM, os policiais são chamados por alguns funcionários que desejam trabalhar, mas não conseguem entrar no prédio por conta dos piquetes em frente aos bancos. Apesar dos incidentes, ninguém está ferido.

Mais conteúdo sobre:
GreveBancários

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.