Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Em junho, US$ 4,3 bilhões deixam o País, diz BC

Segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros; no semestre, porém, fluxo cambial  está positivo em US$ 7,478 bilhões

Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2017 | 13h56

BRASÍLIA - Depois de registrar entradas líquidas de US$ 744 milhões em maio, o fluxo cambial do País registrou resultado negativo em junho, de US$ 4,301 bilhões, informou nesta quarta-feira o Banco Central.

A saída líquida de dólares pelo canal financeiro em junho foi de US$ 8,928 bilhões, resultado de aportes no valor de US$ 30,087 bilhões e de retiradas no total de US$ 39,015 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, por outro lado, o saldo de junho ficou positivo em US$ 4,627 bilhões, com importações de US$ 11,710 bilhões e exportações de US$ 16,338 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,450 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 4,352 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 9,535 bilhões em outras entradas.

Semestre. No acumulado até 30 de junho, porém, o fluxo cambial  está positivo em US$ 7,478 bilhões. Em igual período do ano passado, o resultado era negativo em US$ 10,409 bilhões.

A saída líquida de dólares pelo canal financeiro neste ano até 30 de junho foi de US$ 24,051 bilhões. Esse resultado é fruto de entradas no valor de US$ 242,040 bilhões e de envios no total de US$ 266,091 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 31,529 bilhões, com importações de US$ 66,406 bilhões e exportações de US$ 97,935 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 14,769 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 26,766 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 56,399 bilhões em outras entradas.

Swap. Após prejuízo de R$ 614 milhões com as operações de swap cambial em maio, o Banco Central registrou perdas de R$ 546 milhões em junho com esses leilões pelo critério caixa.

Pelo conceito de competência, houve prejuízo em junho de R$ 1,245 bilhão. O resultado pelo critério de competência inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de liquidação financeira. A liquidação financeira desse resultado (caixa) ocorre no dia seguinte, em D+1.

O BC obteve ainda um lucro de R$ 25,889 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais. Entram nesse cálculo ganhos e prejuízos com a correção cambial, a marcação a mercado e os juros.

Já o resultado líquido das reservas, que é a rentabilidade menos o custo de captação, ficou positivo em R$ 16,388 bilhões em junho. O resultado das operações cambiais no período ficou positivo em R$ 15,143 bilhões. Atualmente, as reservas internacionais estão na casa dos US$ 377 bilhões.

 

Mais conteúdo sobre:
dólar Banco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.