coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Em Madri, passageiros sofrem com crise da Varig

A suspensão dos vôos da Varig entre Brasil e Espanha afetou dezenas de passageiros no aeroporto de Barajas, em Madri. Devido à crise da companhia aérea, desde quinta-feira o governo brasileiro procura uma forma de "resgatar" cerca de 28 mil passageiros da Varig que estão fora do País. A empresa anunciou a suspensão temporária de 11 de suas rotas internacionais.Os dois vôos diários da Varig entre Brasil e Espanha (São Paulo-Madri e Madri-São Paulo) funcionaram normalmente na última quinta-feira, após a suspensão da rota na terça e na quarta-feira. A empresa voltou a suspender esta rota nesta sexta e colocou seus passageiros em vôos de outras companhias, segundo fontes da Varig.Fontes da companhia asseguraram que a Varig não voará no sábado para Madri. No caso dos passageiros que esperavam partir nesta sexta-feira de Barajas ao meio-dia, a companhia conseguiu bilhetes para sábado com destino a São Paulo pela Aerolíneas Argentinas, com escala em Buenos Aires. A Varig levou os passageiros para um hotel, em que permanecerão até sábado de manhã.Alguns passageiros explicaram à EFE que tinham comprado a passagem há meses e criticaram o fato de "a companhia não ter comunicado a suspensão do vôo anteriormente, para que nós pudéssemos nos organizar de outra forma e não tivéssemos que perder um dia a mais no trajeto".

Agencia Estado,

23 de junho de 2006 | 16h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.