Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Em meio à crise, deficiente dá palestra motivacional a empresários chineses

Nick Vujicic, que nasceu sem braços e sem pernas, está em turnê pela China.

Marina Wentzel, BBC

28 de novembro de 2008 | 11h27

Um "guru motivacional" sem pernas e sem braços está trazendo esperança a empresários de Hong Kong abatidos pela crise financeira.O australiano Nick Vujicic, de 25 anos, nasceu sem membros e é uma celebridade em ascensão na região da Ásia e Pacífico, onde dá palestras sobre motivação, persistência e fé.Em meio à crise econômica mundial, ele está em turnê pela China e falou em Hong Kong a uma platéia diversa, que incluía muitos empresários e homens de negócios abalados com as perdas recentes.A principal mensagem de Vujicic foi lembrar aos espectadores que as perdas financeiras em decorrência da queda dos mercados não é o que há de mais importante na vida."Se você colocar a sua esperança em coisas temporárias, a sua felicidade vai ser temporária também", disse. SuicídioEm Hong Kong, não são raras as histórias de suicídio por problemas financeiros e desilusões materiais, e Vujicic fez piada sobre a sua própria condição para tratar do assunto."As pessoas só se dão conta de que deve existir algo além das coisas materiais quando vêem que um cara sem braços e sem pernas consegue levar uma vida mais gratificante que a delas", brincou. Katherine Lee Ka Wing, gerente de vendas na seguradora AIG, assistiu à palestra e acha que Vujicic é convincente. "Ele provou que existe esperança. Acho que ele pode demover qualquer pessoa que tenha esses pensamentos (de suicídio)", afirmou. Lee Ka Wing disse que a palestra fez com que ela se sentisse pessoalmente motivada e otimista, apesar de enfrentar incertezas no trabalho, pois sua empresa precisou de ajuda do governo norte-americano para não quebrar e enfrenta agora uma séria reestruturação.CelebridadeVujicic já visitou mais de 24 países discursando a 2,4 milhões de pessoas e tem atraído a atenção da mídia por sua condição inusitada, se tornando uma celebridade em ascensão na Ásia.Filho de uma enfermeira e um pastor, Vujicic sempre foi um jovem popular em Brisbane, onde começou a dar palestras motivacionais aos 19 anos.Vujicic já alcançou mais de 600 milhões de pessoas através do rádio e TV contando sobre os abusos que sofreu na infância.Na escola, ele sofreu deboche, o que o levou a pensar em acabar com a própria vida aos oito anos de idade, mas buscou forças na família e decidiu ter fé, se tornando assim um palestrante de sucesso."O medo é a maior deficiência. Eu não tenho medo ou culpa", disse, "eu tenho força porque tenho amor e isso é a coisa mais importante. Você não consegue viver sem amor", afirma Vujicic."A mensagem é ideal para Hong Kong em meio a essa desilusão da crise", acredita o hotelier Perry Kwok.Kwok assistiu à palestra e se disse aliviado em encontrar uma perspectiva mais "positiva" para a crise financeira."Ele é um exemplo de quem nunca desistiu. Isso nos traz esperança" concluiu o administrador Jack Man-yu.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.