Em meio à transformação digital, Ford Transit chega ao Brasil com ecossistema completo de serviços
Conteúdo Patrocinado

Em meio à transformação digital, Ford Transit chega ao Brasil com ecossistema completo de serviços

Veículo já vem conectado de fábrica e com pós-venda estruturado para garantir produtividade total para autônomos e frotistas

Ford, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

29 de março de 2022 | 09h00

O comércio eletrônico já havia dado um salto de quase 70% no Brasil em 2020 como consequência da pandemia e do aumento das compras pela internet. Em 2021, o e-commerce teve mais uma alta expressiva, próxima a 30%, resultando em um faturamento de R$ 161 bilhões e em mais de 350 milhões de entregas realizadas. Os dados da Neotrust, que monitora mais de 85% do e-commerce brasileiro, refletem uma profunda mudança nos hábitos de compra dos brasileiros, o que tem impactado outros setores da economia, sendo um dos principais a área logística.

É neste cenário que a Ford traz ao País a nova linha Transit e, com ela, uma Divisão de Veículos Comerciais e uma rede de infraestrutura completa para autônomos e frotistas. São clientes que não podem ficar com o veículo parado e, por isso, valorizam a rapidez no atendimento, além do baixo custo de manutenção e operação.  

De olho nessa demanda, a Ford tem investido em algumas características essenciais para esse perfil de consumidor. Hoje, a Transit é a única do segmento a sair de fábrica com um modem que, por meio do FordPass, permite seu monitoramento remoto e também a integração com uma estrutura completa de pós-venda. “Além do veículo mais completo do segmento, trouxemos todo um ecossistema em torno do produto, com foco em aumentar a produtividade do negócio desse cliente”, afirma o diretor de Veículos Comerciais da Ford América do Sul, Guillermo Lastra.

Conectividade a serviço do consumidor

A Ford montou uma célula exclusiva na sua Central de Atendimento ao Cliente, com pessoal treinado para dar suporte aos consumidores da Transit. O contato pode ser feito pelo aplicativo FordPass, pelo telefone 0800 ou por um botão na tela da central multimídia, com acesso à assistência 24 horas.

O modem instalado na Transit, que permite a comunicação direta com a Central de Atendimento, está conectado a todos os sistemas eletrônicos do veículo, sendo capaz de detectar mais de 3 mil tipos de ocorrência. Isso permite que a Assistência 24 horas entre em contato de maneira proativa com o cliente ao perceber alguma falha ou problema capaz de afetar o funcionamento do veículo. No momento da ligação, a Ford já tem em mãos o tipo de alerta, o que facilita o atendimento.

O cliente conta ainda com a Assistência Técnica em Conferência, por meio da qual o motorista é colocado em contato direto com o técnico de uma concessionária para avaliar a situação. Isso permite a escolha da melhor solução, seja ela uma orientação por telefone, o atendimento no local ou o envio de um guincho.

Quando o cliente permite o compartilhamento dos dados de sua Transit com a Ford, ele também recebe como benefício um Relatório de Indicadores para o Negócio. Por meio dele, é possível monitorar a saúde do veículo e até fazer comparativos com períodos anteriores para avaliar informações como consumo, por exemplo.

Para garantir ainda mais agilidade e rapidez no atendimento, foram adotados horários flexíveis nos revendedores. “Sabemos que um veículo como este não é só um produto, mas um investimento no negócio. Por isso, tudo foi pensado para que se tenha o menor custo de posse e o maior retorno financeiro”, afirma Guillermo Lastra.

Além do recebimento de alertas, o modem embarcado traz funções convenientes no dia a dia e garante a agilidade nos serviços por meio do aplicativo FordPass. “Pelo celular é possível localizar o veículo, travar e destravar as portas, checar o nível do combustível, saber quanto falta para a próxima revisão e também agendar e acompanhar serviços em uma das concessionárias, tudo de forma fácil e na palma da mão”, afirma o executivo.

A Ford trouxe ao País a experiência adquirida com a linha de vans que é a mais vendida na Europa e nos Estados Unidos. Ela está presente no Brasil em mais de 100 concessionárias, e todas estão prontas para vender e receber a Transit no pós-venda: “Elas foram equipadas com ferramental apropriado, boxes exclusivos e kits de peças para atender a esse consumidor”, recorda Lastra.

A Ford garante ainda os menores custos de reparos e manutenção, como nos óleos e filtros (-3% em relação à concorrência); as peças de desgaste mais acessíveis, como correias e pastilhas de freio (-14%); e os itens de reparo e colisão com os menores preços, a exemplo de faróis e para-choques (-19%).

“Também ampliamos nossos depósitos de peças com duas novas unidades, em Cajamar (SP) e Porto Feliz (SP). Elas adicionam 140 mil metros quadrados à estrutura atual”, diz Lastra. Ao todo, agora são cinco centros de distribuição, com capacidade para armazenar 170 mil tipos diferentes de peças, sendo 30 mil somente para o utilitário.

A conectividade da Transit é reforçada em todas as versões pela central multimídia SYNC Move, com tela sensível ao toque de 8 polegadas, Bluetooth e compatibilidade com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay. Também permite baixar aplicativos como o Waze. Se estiver pareada com o celular, mostra um botão 0800 que coloca o usuário em contato direto com a Ford por um toque na tela.

Itens de ponta para mais segurança

Além da conectividade de série, a Ford Transit é a única da categoria a ter piloto automático adaptativo, sistema de permanência na faixa de rodagem (que faz o volante vibrar se o condutor mudar de pista sem usar a seta), além de assistência autônoma de frenagem com detecção de pedestres, ciclistas e veículos estacionados ou mais lentos.

A Transit vem equipada com diferentes controles eletrônicos voltados para a segurança ativa, como os de estabilidade e tração, contra capotamento, estabilização em ventos laterais, mais o assistente de partida em rampas, entre outros recursos, como sensores de estacionamento traseiros e câmera de ré.

“Além da segurança, os equipamentos da Transit também ajudam a reduzir custos, como o de manutenção, uma vez que o motorista tem ao seu dispor um pacote completo de tecnologias semiautônomas para ajudá-lo na direção e, dessa forma, manter o veículo rodando pelo maior tempo possível, aumentando sua produtividade”, afirma Guillermo Lastra. A direção tem assistência elétrica, que facilita as manobras no dia a dia e reduz o consumo de combustível quando comparada ao sistema hidráulico.

A Transit surge como veículo ideal para passageiros em suas versões 14+1 e 17+1. Há também uma opção vidrada que pode ser configurada para o transporte escolar ou executivo, por exemplo. Para isso, a Ford criou no Brasil um processo de certificação de transformadores. Já existe uma rede desses parceiros espalhada pelo País e preparada para modificar o veículo de acordo com a demanda do cliente. E durante o segundo trimestre chegam também duas versões furgão (para transporte de carga).

Tecnologia também na motorização

O novo utilitário é equipado com o motor Ecoblue 2.0 turbodiesel, com potência de 170 cavalos a 3.500 rpm. Seu torque máximo de 41,3 kgfm surge a partir de 1.750 rpm, ou seja, é um motor com muita força mesmo em rotações mais baixas. Além disso, com três modos de condução, o motorista pode optar por mais desempenho ou mais economia em diferentes situações.

Outra tecnologia de série capaz de reduzir o consumo é o sistema start-stop, que desliga o motor nos semáforos e congestionamentos. O câmbio da Transit é manual de seis marchas, e a tração é traseira, o que ajuda no equilíbrio dinâmico das cargas e reduz o desgaste de componentes da direção, da suspensão e dos pneus.

A nova Transit à venda no Brasil é produzida no Uruguai, onde recebe componentes locais e também do Brasil e da Argentina, o que contribui para baixar custos de manutenção e aumentar a competitividade da Ford no segmento de veículos comerciais, que está em plena expansão na região.

A linha Transit tem um ano de garantia e revisões com preço fixo. O cliente já sabe de antemão quanto vai pagar e também pode adquirir o Ford Protect, que inclui as três primeiras revisões e peças de desgaste do veículo pelo período de 36 meses ou 60 mil quilômetros (o que ocorrer primeiro). “A Transit entrega com excelência os três principais pilares que esse consumidor procura: transparência, agilidade e muita tecnologia”, finaliza o executivo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.