finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Em nota, BC diz que 'repudia' acusação feita por revista

O Banco Central respondeu neste sábado, 14, por meio de comunicado publicado em seu site, à reportagem da revista "Época", que diz que o BC teria sido omisso diante de denúncias envolvendo o Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

LUCIANA ANTONELLO XAVIER, Agencia Estado

14 de setembro de 2013 | 11h49

No comunicado, o BC afirma que "repele, rejeita e repudia, veementemente, todas as ilações e afirmações mentirosas e vazias nelas contidas, relativas a eventual falta de lisura na condução de regimes especiais decretados pela autarquia."

De acordo com o Banco Central, a autoridade monetária, por meio de sete de seus servidores, cujos nomes não foram revelados, respondeu a todas as perguntas feitas pelo jornalista da revista, mas que "a quase totalidade das respostas fornecidas pelos sete servidores do BC foi sumariamente desprezada pelo jornalista na sua matéria".

O comunicado diz que "a cúpula do BC jamais tomou conhecimento da existência de qualquer ''esquema montado pelos diretores do FGC nas liquidações bancárias'' e, se tivesse tomado, não hesitaria em prontamente agir para coibir eventuais práticas ilícitas e punir os responsáveis".

O BC garante ainda que "os diretores de Organização do Sistema Financeiro e de Fiscalização do BC não foram informados de quaisquer ''atividades'' ilícitas ou não de dirigentes do FGC".

Segundo o Banco Central, é também "inverídica e descabida a afirmação de que ''dois diretores do BC esconderam as denúncias'' do presidente". No comunicado, o BC disponibiliza ainda a íntegra da mensagem contento as perguntas do jornalista e as respostas dos membros do BC.

Tudo o que sabemos sobre:
BCacusaçõesnota

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.