Em nota, Dilma lamenta a morte do empresário Samuel Klein, fundador das Casas Bahia

Em nota, Dilma lamenta a morte do empresário Samuel Klein, fundador das Casas Bahia

Dilma relembrou a história de Klein na criação das Casas Bahia e mandou uma mensagem de condolências à família do empresário

O Estado de S. Paulo

20 de novembro de 2014 | 15h21


A presidente Dilma Rousseff lamentou a morte do empresário Samuel Klein, fundador das Casas Bahia, que faleceu nesta madrugada devido a uma insuficiência respiratória. Dilma divulgou uma nota oficial em que lembrou a história de Klein na criação das Casas Bahia e mandou uma mensagem de condolências à família do falecido.

Após relembrar um pouco da trajetória do empresário, Dilma afirmou que "o sucesso empresarial de Samuel Klein comprova como o Brasil é um País das mais diversas oportunidades". Confira a nota na íntegra:

"Morreu Samuel Klein.

Refugiado da Segunda Guerra Mundial, o polonês Samuel Klein encontrou no Brasil uma nova pátria e a oportunidade de recomeçar a sua vida. 

Comerciante nato, Klein foi mascate na Grande São Paulo, indo de porta em porta vender roupas de cama até conseguir abrir uma loja. Em homenagem aos seus clientes nordestinos, deu ao seu empreendimento o nome de Casas Bahia. Criou assim uma das principais redes de varejo do País.

O sucesso empresarial de Samuel Klein comprova como o Brasil é um País das mais diversas oportunidades.

Meus sentimentos a sua família, amigos e funcionários."

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffSamuel KleinCasas Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.