Em nota, Idec repudia proposta do BC e AGU sobre planos

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) divulgou na noite desta terça-feira, 27, uma nota em que repudia a proposta do Banco Central e da Advocacia Geral da União (AGU), que pede o adiamento do julgamento sobre os planos econômicos. O caso volta amanhã para o Supremo Tribunal Federal (STF), que tem de decidir sobre a constitucionalidade deles.

VICTOR MARTINS, Agencia Estado

27 de maio de 2014 | 19h41

"A atuação pró-banco destes órgãos foi objeto de novo pedido de audiência com a Presidenta Dilma feito pelo Idec na última semana. Surpreendentemente, o Ministério Público Federal seguiu na mesma direção da AGU e do Banco Central, também solicitando o adiamento, em prejuízo dos cidadãos", disse um trecho da nota.

Tudo o que sabemos sobre:
planos econômicosSTFIdec

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.