Em nova leitura, PIB dos EUA recua 0,2%

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Em nova leitura, PIB dos EUA recua 0,2%

No primeiro trimestre, queda foi menor que a vista na leitura anterior; resultado veio dentro das expectativas de analistas do mercado

O Estado de S. Paulo

24 de junho de 2015 | 10h13

A terceira e última estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no primeiro trimestre deste ano mostrou uma queda anualizada de 0,2%, informou nesta quarta-feira, 24, o Departamento de Comércio. O recuo veio abaixo do verificado na segunda estimativa, de 0,7%, e em linha com a previsão dos analistas do mercado.

Se fosse calculado conforme a metodologia adotada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Brasil, o resultado teria sido uma retração de 0,05% no trimestre, em relação aos três meses anteriores.

O consumo das famílias, que representa mais de dois terços da economia, avançou 2,1%, acima da leitura anterior, de alta de 1,8%, mas ainda abaixo do crescimento observado no quarto trimestre do ano anterior, de 4,4%. Apesar da desaceleração, a revisão para cima sugere que o consumo tem potencial para impulsionar a expansão até o fim do ano, com os gastos apoiados por salários mais altos e preços mais baixos para a gasolina.

Os gastos com construção de moradias e reformas subiram 6,5%, enquanto a segunda estimativa apontava uma expansão de 5,5%. Os investimentos das empresas recuaram 2,0%. Embora a queda tenha sido menor que a da leitura anterior, de 2,8%, ainda é o pior resultado desde 2009. Por parte do governo, os gastos caíram 0,6%, ante declínio de 1,1% na estimativa anterior.

Na balança comercial, as exportações tiveram queda de 5,9%, contra um recuo de 7,6% na leitura passada, enquanto as importações subiram 7,1%, depois de uma alta de 5,6% na segunda estimativa. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.