Em Paraty, beleza e história à beira-mar

Pelas sinuosas ruelas da cidade, casario colonial e muito agito. Na água, mais de 50 ilhas e, com sorte, golfinhos

, O Estadao de S.Paulo

04 de junho de 2009 | 00h00

A apenas 246 quilômetros de São Paulo, praias banhadas por um mar verde-esmeralda e uma cidadezinha charmosa, com ares de Mediterrâneo, cheia de ruas sinuosas e casinhas brancas. Assim é Paraty, no Rio, uma envolvente mistura de natureza e história.Durante o dia, o sol convida a um longo passeio para explorar algumas das mais de 50 ilhas da Baía de Paraty. E para conhecer essas porções de terra, o mais comum é comprar um passeio de escuna. Há muitas opções no porto da cidade e a maioria das embarcações parte pela manhã. O programa dura um dia inteiro e, com sorte, o passageiro vê tartarugas e golfinhos, habitués da região de águas calmas.Com o fim da tarde chegando, uma agradável caminhada pelo centro histórico dá ao visitante mais uma sequência de belas paisagens. As ruas de pedra, um tanto difíceis de andar, são ladeadas por casas de pau-a-pique e outras tantas construções mais imponentes, como a Igreja de Santa Rita, onde hoje funciona o Museu de Arte Sacra. Atente também para a Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, um dos cartões-postais da cidade - na frente de uma pracinha com clima de interior, com direito a pipoqueiro e vendedores de doces caseiros.A noite de Paraty é mais um capítulo à parte. São muitos os bares e restaurantes com atrações ao vivo. Em qualquer lugar que você pare, lá estará um cantor com um banquinho e um violão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.