bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Em recessão, economia alemã tem a maior retração desde 1987

Queda foi maior do que previam os economistas, que apontavam para uma contração de 1,8% no período

Agência Estado

13 de fevereiro de 2009 | 08h40

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha, maior economia da zona do euro, apresentou, no quarto trimestre do ano passado, sua maior contração desde o primeiro trimestre de 1987, pressionado pela forte redução das exportações e dos investimentos em maquinário. O PIB alemão declinou 2,1% em relação ao terceiro trimestre, de acordo com os dados divulgados pelo Escritório Federal de Estatísticas, já ajustados aos efeitos sazonais e do calendário. Na comparação com o quarto trimestre de 2007, o recuo foi de 1,7%.  Veja também:Com maior retração no PIB desde 1999, UE entra em recessãoEm recessão, Espanha sofre maior queda do PIB em 15 anosG-7: França quer maior controle sobre fundos de risco De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  A queda foi maior do que previam os economistas, que apontavam para uma contração de 1,8% em relação ao trimestre anterior. Foi a terceira baixa consecutiva: o PIB da Alemanha já havia declinado 0,5% em cada um dos dois trimestres anteriores.  Espera-se que a economia alemã registre contração de 2% a 3% este ano, marcando a desaceleração mais profunda desde a Segunda Guerra Mundial. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanharecessãocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.