Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Em São Paulo, taxa de desemprego vai a 9% no segundo trimestre

Estado com a maior taxa segue sendo a Bahia, onde o desemprego atingiu 12,7%

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

25 de agosto de 2015 | 09h46

RIO - O desemprego em São Paulo subiu a 9% no segundo trimestre de 2015, mas o Estado com a maior taxa segue sendo a Bahia, onde o desemprego atingiu 12,7%. Acima de 10% ainda aparecem Amapá (10,1%), Rio Grande do Norte (11,6%) e Alagoas (11,7%). Já a menor taxa foi verificada em Santa Catarina, onde ficou em 3,9%.

No primeiro trimestre deste ano, a taxa em São Paulo estava em 8,5%, e no período de abril a junho de 2014, o resultado era de 7,0%.

A taxa de desemprego na região Sudeste ficou em 8,3% no segundo trimestre de 2015 contra 8% nos primeiros três meses deste ano. No segundo trimestre do ano passado, a taxa de desemprego da região estava em 6,9%.

Já na região Sul, a taxa de desemprego subiu a 5,5% no segundo trimestre de 2015. O resultado é maior do que no primeiro trimestre deste ano (5,1%) e no período de abril a junho do ano passado (4,1%).

Na região Nordeste, a taxa de desemprego avançou a 10,3% no segundo trimestre de 2015. O resultado é maior do que nos primeiros três meses deste ano (9,6%) e do que no segundo trimestre de 2014 (8,8%).

A taxa de desemprego no Centro-Oeste, por sua vez, subiu a 7,4% no período de abril a junho deste ano. O resultado é maior do que no primeiro trimestre deste ano (7,3%) e também superior ao verificado no segundo trimestre do ano passado (5,6%).

No Norte, a taxa de desemprego, na contramão da média nacional, diminuiu para 8,5% no segundo trimestre de 2015, de 8,7% nos primeiros três meses do ano. Em relação ao segundo trimestre de 2014, porém, houve aumento, já que há um ano a taxa de desemprego na região estava em 7,2%.

Tudo o que sabemos sobre:
desempregoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.