Coluna

Fabrizio Gueratto: como o investidor pode recuperar suas perdas no IRB Brasil

Em sessão volátil e de volume fraco, dólar fecha estável

Com a volatilidade dando o tom da sessão, o dólar fechou praticamente estável ante o real nesta quinta-feira, à medida que uma desvalorização global da divisa foi contrabalançada pelo mau humor nas bolsas de valores.

REUTERS

19 de março de 2009 | 18h04

Além disso, segundo operadores, o baixo volume de negócios no mercado à vista contribuiu para o vaivém das cotações, revelando cautela por parte dos investidores.

O dólar encerrou o dia em leve baixa de 0,09 por cento, a 2,249 reais para venda. Durante a sessão, a moeda norte-americana variou de uma queda de 1,02 por cento a uma alta de 0,44 por cento.

Frente a uma cesta com as principais moedas, o dólar recuava em torno de 1,30 por cento, golpeado principalmente pela valorização do euro.

As bolsas de valores dos Estados Unidos exibiam quedas em torno de 1 por cento. Enquanto isso, a Bovespa avançava 1 por cento, puxada principalmente pelas ações de commodities.

De acordo com os dados mais atualizados da BM&F, o volume de dólares negociado no mercado à vista somava cerca de 1,1 bilhão de dólares, bem abaixo da média diária desta semana de 3,3 bilhões de dólares.

"Com o volume baixo, o dólar fica volátil", avaliou um diretor de câmbio de uma corretora nacional que preferiu não se identificar.

(Reportagem de José de Castro)

Tudo o que sabemos sobre:
DOLARFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.