Em um ano, juros aumentam dívida interna em R$ 100 bi

A incorporação de juros na dívida pública mobiliária federal interna (dívida em títulos) este ano já superou a marca dos R$ 100 bilhões. De acordo com os dados do Tesouro divulgados hoje, a dívida em títulos atingiu em setembro R$ 933,22 bilhões.No final de dezembro do ano passado, o estoque era de R$ 810,26 bilhões. Ou seja, a dívida cresceu no ano R$ 122,96 bilhões. Mas, dessa expansão total, apenas R$ 19,9 bilhões se devem a emissões líquidas do Tesouro no ano. O restante, R$ 103,6 bilhões, podem ser considerados de apropriação de juros no estoque da dívida.Segundo o coordenador-geral da Dívida Pública, Paulo Valle, a taxa de rolagem da dívida interna neste ano está em 105%. Foram emitidos ao longo do ano R$ 401,515 bilhões em títulos. Os resgates somaram R$ 381,605 bilhões. Valle informou que até o fim do ano a taxa de rolagem ainda pode aumentar, ou seja, as emissões líquidas deverão superar os atuais R$ 19,9 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.