finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Em um mês, Lula receberá pacote automotivo

Projeto envolverá linhas de financiamento para a produção e desenvolvimento de novos produtos e para a expansão da capacidade produtiva

Nilson Brandão Júnior, da Agência Estado,

13 de agosto de 2007 | 17h50

O ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior vai apresentar dentro de três a quatro semanas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o pacote de apoio ao setor automotivo, segundo informou no final da tarde desta segunda-feira o ministro Miguel Jorge. O projeto está sendo elaborado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e envolverá linhas de financiamento para a produção e desenvolvimento de novos produtos, para a expansão da capacidade produtiva e outras iniciativas que o ministro não quis antecipar.  Miguel Jorge afirmou que atualmente o setor vem operando praticamente à plena capacidade. Segundo ele, a capacidade atual é de 3,5 milhões de veículos, total que deverá subir para 5,5 milhões de veículos até 2011.O ministro rebateu críticas de que o governo estaria ajudando um setor que vem apresentando dinamismo este ano, com crescimento de vendas. "Se um setor vai bem, ele é competitivo, temos que chegar a uma escala que tornem ele mais musculoso, muito mais robusto", declarou. Ele também antecipou que dentro de um mês a revisão da política industrial em curso deverá estar definida. Embora não tenha fornecido detalhes, o ministro confirmou que o número de setores abrangidos pela política deverá ser ampliado. Miguel Jorge participou pela manhã de reunião do conselho do BNDES e à tarde esteve na sede do Inmetro no município Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde visitou laboratórios e concedeu uma rápida entrevista.

Tudo o que sabemos sobre:
Setor automotivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.