Beto Barata/Presidência República
Beto Barata/Presidência República

Em vídeo, Temer fala de ânimo de empresários com o Brasil e defende a reforma da Previdência

Segundo o presidente, executivos estrangeiros com quem se encontrou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, têm interesse em 'investir ainda mais' no Brasil, 'porque confiam naquilo que o nosso País está fazendo'

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2018 | 17h00

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer divulgou um curto vídeo nas redes sociais no qual fala de sua viagem a Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial, e do ânimo que encontrou nos empresários para "investir ainda mais" no Brasil, "porque confiam naquilo que o nosso País está fazendo".

A gravação de vídeos tem sido uma estratégia usada por Temer e seus ministros, para mostrar que o governo está trabalhando, apesar dos problemas políticos que têm inviabilizado a aprovação da reforma da Previdência e da discussão em torno da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que monopolizou a atenção do País nos últimos dias.

++Em Davos, empresários pedem ao governo a manutenção da agenda de reformas

Temer voltou a defender a reforma da Previdência e disse que os empresários reiteraram a importância da aprovação do texto, por conta da credibilidade que as mudanças dão ao País e da ajuda que representam para a vitalidade da economia. 

"Ouvi muitos pedidos que se aprovasse a reforma da Previdência, tendo em vista que a reforma aumenta ainda mais a credibilidade e a confiança no nosso País", disse Temer no vídeo, de pouco mais de um minuto.

++Atraso não é pior que aprovar uma reforma da Previdência fraca, diz FMI

Em seguida, o presidente comemorou os resultados da viagem e os encontros realizados. Segundo o presidente, foi uma "satisfação enorme estar em Davos, ao lado de líderes que se manifestaram a respeito das potencialidades do nosso País e, mais do que as potencialidades, são as realidades econômicas e sociais que já (...) ultrapassam as fronteiras do Brasil e ganharam as fronteiras de Davos". Neste momento, Temer está voando de volta ao Brasil, onde chega por volta das 20h desta quinta-feira, 25.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.