Embaixador dos EUA rebate críticas de Lula à Alca

O embaixador norte-americano Peter Allgeier, co-presidente das negociações pra a Alca disse que a proposta dos EUA para a região não tira a soberania dos países, nem o potencial para o desenvolvimento de políticas de desenvolvimento. Allgeier, que está em Brasília para participar do seminário ?O Papel dos Legisladores na Alca?, no Congresso Nacional, respondeu ao discurso do presidente Lula, na abertura do seminário, ontem. Lula disse que os EUA limitavam as negociações para a criação da área de livre comércio por não aceitar discutir subsídios agrícolas. Allgeier também defendeu o estabelecimento de regras comuns entre todos os países, em oposição à proposta brasileira, de uma adesão progressiva e espontânea. Defesa - Também no seminário, o embaixador brasileiro Ademar Bahadian, co-presidente da Alca, defendeu o ministro das RelaçõesExteriores, Celso Amorim. "Não se pode acusar um governo ou um ministro de ser responsável pelas paralisações das negociações. Quero repelir, de maneira enfática, essas acusações". O embaixador brasileiro fez um resumo das principais dificuldades das negociações envolvendo Brasil e Estados Unidos na Alca. Um dos exemplos citados por ele foi a posição clara do governo norte-americano de não querer discutir subsídios agrícolas e regras anti-dumping nas negociações da Alca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.