Embaixadora dos EUA critica subsídios em países desenvolvidos

A embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Donna Hrinak, classificou hoje como "indefensáveis" os subsídios concedidos pelos governos dos países desenvolvidos ao seus respectivos setores agrícolas. A declaração foi feita durante seminário "Comércio Multilateral: Brasil e Nafta", promovido pela Câmara Americana de Comércio do Rio de Janeiro (Amcham-RJ).Ela defendeu a necessidade de redução no patamar de subsídios agrícolas de todos os países desenvolvidos. "Nós temos que fazer esta redução de maneira global", enfatizou, acrescentando que a União Européia (EU) e o Japão têm níveis de subsídios muito mais elevados do que os do Estados Unidos.Para ela, uma mudança significativa neste cenário só ocorrerá se, de forma "global", os países desenvolvidos concordassem em uma diminuição na concessão de subsídios. Ela acrescentou que este tópico é um dos mais difíceis nas negociações para a implantação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). Donna deu as declarações ao lado da embaixadora do México no Brasil, Cecilia Soto González, também participante do mesmo evento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.