Embraer bate recorde de entrega de aeronaves em 2008

Jatos entregues no ano passado chegaram a 204, número 20% maior que as 169 aeronaves de 2007

Agência Estado,

12 de janeiro de 2009 | 11h07

A Embraer bateu pela segundo ano seguido recorde na entrega de aeronaves, chegando a 204 jatos em 2008, uma alta de 20% sobre os 169 jatos do ano anterior. A empresa diz em nota que entregou 59 jatos para os segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva e de Defesa e Governo no quarto trimestre de 2008. O último trimestre de 2008 marcou também a entrega dos dois primeiros jatos executivos Phenom 100. O valor dos pedidos firmes em carteira atingiu US$ 20,9 bilhões em 31 de dezembro de 2008. No quarto trimestre, a Embraer entregou 44 E-Jets para o segmento de Aviação Comercial, oito Legacy 600, dois Phenom 100 e um EMBRAER 175 para o segmento de Aviação Executiva e quatro jatos para o segmento de Defesa e Governo. Além disso, ampliou o número de clientes na carteira de pedidos firmes de jatos da família EMBRAER 170/190, com a venda de 11 E-Jets (seis EMBRAER 170 e cinco EMBRAER 190) para a British Airways, do Reino Unido. A Empresa entregou os primeiros EMBRAER 190 para a KLM Cityhopper, da Holanda, e EMBRAER 195 para a Azul Linhas Aéreas, a primeira companhia aérea brasileira a operar um E-Jet. A Regional - Compagnie Aérienne Européene, subsidiária integral da Air France, recebeu o 500º E-Jet. A empresa diz que as novas vendas de jatos executivos da família Phenom aumentaram o número de contratos firmes para mais de 850 aeronaves. O jato Phenom 100, da categoria entry level, obteve o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Federal Aviation Administration (FAA), autoridades de aviação civil do Brasil e dos Estados Unidos. As duas primeiras unidades foram entregues em dezembro. O Lineage 1000, jato da categoria ultra-large, recebeu, no final do ano, o Certificado de Tipo da ANAC e da European Aviation Safety Agency (EASA) e o Certificação de Tipo Suplementar (Supplemental Type Certificate - STC, em inglês) da FAA. No segmento de Defesa e Governo, a Embraer se destacou no último trimestre pela efetivação de mais um importante contrato de venda do Super Tucano na América Latina para a República Dominicana, além da venda de uma aeronave para o transporte de autoridades na Ásia para o Royal Thai Army (Exército Tailandês). Em dezembro, foi assinado um aditivo contratual com a Força Aérea Brasileira (FAB) para o programa A-1M de modernização das aeronaves AMX.

Tudo o que sabemos sobre:
EmbraerEmpresasAviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.