Embraer comemora contrato com a JerBlue

O vice-presidente executivo de aviação comercial da Embraer, Frederico Curado, disse que o contrato fechado hoje com a norte-americana JetBlue, para a compra de 100 jatos modelo 190 (foto), premia a continuidade do programa desenvolvido pela companhia desde junho de 1999. "Estamos muito orgulhosos do negócio", afirmou em entrevista coletiva realizada nos Estados Unidos, lembrando que os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 provocaram grandes prejuízos à indústria aeronáutica. O executivo reiterou a aposta da Embraer no segmento de aviões de médio porte, com 70 a 110 assentos. Durante a coletiva, o representante da JetBlue disse que a empresa chegou a olhar outros fabricantes, como Boeing e Bombardier, mas optou pelo modelo da companhia brasileira por ser o mais adequado tecnologicamente e ter um tamanho ideal.A JetBlue afirmou que a transação foi muito importante e auxiliará na conquista de novos mercados. O contrato com a empresa americana inclui ainda opções de compra de outras 100 aeronaves que, se exercidas, podem representar um negócio total de US$ 6 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.