Roosevelt Cassio|Reuters
Roosevelt Cassio|Reuters

Embraer consegue vender encomenda cancelada

Fabricante de aeronaves anunciou ter assinado contrato com a United Airlines para a venda de 24 jatos E175

O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2016 | 00h36

A fabricante de aeronaves Embraer anunciou ter assinado contrato com a companhia aérea americana United Airlines para a venda de 24 jatos E175. “Esta encomenda representa uma transferência de 24 jatos E175 previamente alocados para a Republic Airways Holdings (Republic), atualmente na carteira de pedidos da Embraer, que agora serão cancelados”, informou em nota.

Os aviões devem ser entregues à United em 2017. O contrato tem um valor total de US$ 1,08 bilhão, a preço de lista. “Este movimento estará refletido nos resultados da Embraer do quarto trimestre de 2016 e não terá impacto incremental na atual carteira de pedidos da empresa”, acrescenta a Embraer.

Economias. A fabricante de aeronaves brasileira está empreendendo atualmente um programa de corte de custos, com o objetivo de economizar US$ 200 milhões por ano, que tem sido refletido em redução de pessoal. Um programa de demissões voluntárias (PDV) aberto neste semestre contabilizou mais de 1,6 mil adesões.

Na semana passada, a Embraer iniciou negociações com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos para o estabelecimento de um acordo de lay-off para até 2 mil empregados, distribuídos em grupos, ao longo de dois anos.

A proposta da Embraer prevê a suspensão temporária do contrato de trabalho por um período de dois a cinco meses, com o lay-off podendo ser realizado entre janeiro de 2017 e dezembro de 2018. 

Mais conteúdo sobre:
EmbraerUnited Airlines

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.