Embraer: demissões atingirão 250 e não 500 funcionários

A Embraer rebateu hoje, em nota, informações do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, segundo as quais demitirá 500 profissionais até o final do ano. A empresa reconheceu, porém, que está realizando ajustes na sua estrutura organizacional que implicarão na demissão de cerca de 250 pessoas apenas em posições gerenciais e administrativas. A empresa ressalta que as dispensas não incluem o setor de produção, diferentemente do que informou o sindicato. Na nota, a companhia reiterou ainda que mantém inalteradas suas previsões econômico-financeiras e de entrega de aeronaves. (Equipe AE)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.