Embraer deve criar 1.600 postos até 2004

A produção do avião AL-X - aeronave leve de ataque da Embraer - deve promover a criação de 1.600 empregos diretos e indiretos nas cidades de Botucatu, Gavião Peixoto e São José dos Campos. As vagas, porém, só estarão disponíveis quando a produção for iniciada, em 2003. "Os empregos diretos e indiretos serão criados em dois anos, quando o projeto estiver implantado", informou a assessoria de imprensa.A primeira aeronave da série de 76 AL-X deve ser entregue apenas no ano que vem. O avião será usado no Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam), para fazer o monitoramento da região. A Embraer não descarta a possibilidade de readmitir os trabalhadores dispensados em outubro do ano passado, quando, para se adequar ao mercado mundial, demitiu 1.800 pessoas.Na tentativa de garantir a readmissão de parte do pessoal dispensado, representantes do Sindicato dos Metalúrgicos se reúnem na próxima quarta-feira com a direção da empresa. A cada posto direto, são criados de três a quatro indiretos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.