Embraer estuda fabricar avião turboélice

A fabricante de aviões Embraer está analisando a possibilidade de desenvolver um novo avião turboélice comercial para o mercado de pequenos aviões regionais. A informação foi dada pelo vice-presidente para aviação comercial da empresa, Mauro Kern, em entrevista à agência de notícias Dow Jones.Kern afirmou que a companhia tem estado atenta ao aumento da demanda por aviões turboélice comerciais de 50 assentos. "Estamos analisando o mercado para esse tipo de avião, mas nenhuma decisão sobre se vamos desenvolver um no futuro foi tomada até agora."A Embraer, quarta maior fabricante de aviões do mundo, atualmente oferece o jato ERJ-145 para empresas aéreas comerciais que procuram aviões de 50 assentos. No entanto, o aumento dos custos do combustível tem gerado crescimento do interesse em aviões turboélices, que são mais econômicos.O executivo destacou, no entanto, que a economia ocorre em vôos de curta distância, mas não em rotas mais longas, onde velocidade e altitude são mais importantes. "O mercado para jatos regionais pequenos está maduro na América do Norte e na Europa, mas sempre haverá demanda. Além disso, a demanda por jatos menores provavelmente vai aumentar em outros mercados em crescimento, como China, Rússia e África", afirmou Kern. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.