Embraer lucra 25% menos no 2º trimestre

O lucro líquido da Embraer foi de R$ 114,8 milhões no segundo trimestre deste ano, 25,36% abaixo do registrado no mesmo período de 2011 e 3,24% superior ao do primeiro trimestre deste ano. Segundo a empresa, o lucro líquido ajustado entre abril e junho, excluído esse impacto, teria alcançado R$ 368,7 milhões.

SILVANA MAUTONE, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2012 | 03h04

A receita líquida, no entanto, alcançou R$ 3,385 bilhões, um aumento de 56% sobre os R$ 2,167 bilhões registrados entre abril e junho de 2011. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 109,42%, passando de R$ 250,4 milhões para R$ 524,4 milhões na mesma comparação.

O resultado final foi atribuído pela empresa ao impacto negativo causado pelo Imposto de Renda diferido gerado principalmente pela apreciação 11% no dólar entre o primeiro trimestre deste ano e o segundo trimestre. O aumento na contribuição social também contribuiu para esse resultado, de acordo com informações da companhia.

A dívida da Embraer cresceu 20,28% entre abril e junho. em relação ao primeiro trimestre, e totalizou R$ 4,357 bilhões. Segundo a empresa, isso ocorreu devido ao aumento das dívidas de longo prazo, que passaram de 73,5% para 78% do total. Os débitos de curto prazo ficaram estáveis em R$ 957,6 milhões.

Segmentos. A aviação executiva continuou a perder espaço dentro da receita total da Embraer. Entre abril e junho, o negócio representou 15,5% da receita total, contra 18,2% de igual período do ano passado. Na mesma comparação, a área de defesa e segurança ganhou espaço, saltando de de 14,7% para 15,6%, enquanto aviação comercial saiu de 65,4% para 68,1%. As "outras receitas" passaram de 1,7% para 0,8% do resultado total.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.