Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Embraer prevê demanda de 1.270 jatos na Ásia até 2027

A Embraer divulgou hoje perspectivas para a demanda do transporte aéreo comercial na região da Ásia e Pacífico para os próximos 20 anos. A fabricante brasileira de aeronaves prevê uma demanda de 1.270 jatos no segmento de 30 a 120 assentos nessa região, que inclui a China, num valor total de mercado estimado em US$ 42 bilhões. A estimativa da empresa mostra que 610 aeronaves serão entregues de 2008 a 2017, e outras 660 entre 2018 e 2027."Na China, a economia cresce rapidamente e, aliada a investimentos pesados em infra-estrutura, está incentivando a criação de empresas aéreas particulares, resultando em maior concorrência para o setor", afirma a Embraer, em comunicado.As projeções serão apresentadas durante o Singapore Airshow 2008 - feira de aviação em Cingapura que começa hoje e termina no próximo dia 24. De acordo com a Embraer, em 20 anos, a região Ásia e Pacífico crescerá a uma taxa anual de 5,3% e a China, a 7,5%, "ambas bem acima da média mundial de 4,9%". A companhia esclarece que a previsão baseia-se num ambiente econômico positivo e maior acesso ao mercado por novas empresas.A companhia brasileira observa ainda a maior abertura política em alguns países da região incentiva a expansão de empresas aéreas estabelecidas e novatas, resultando em um crescimento mais acentuado do transporte aéreo.França regionalA Embraer e a Régional, uma subsidiária da companhia francesa Air France, firmaram um contrato para mais dois E-Jets, sendo um Embraer 170 e um Embraer 190, confirmando opções contratadas em agosto de 2007. O valor do novo acordo, pelo preço da lista de referência, é de US$ 69 milhões. Ambos os aviões estão programados para entrega em 2009.O novo Embraer 190 da Régional, configurado com 100 assentos numa classe única, irá se somar a cinco aeronaves já entregues e será utilizado em rotas regionais da empresa, conectando 46 das principais cidades da Europa.

MÁRCIO ANAYA, Agencia Estado

19 de fevereiro de 2008 | 09h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.