Embraer quer fornecedores do cargueiro KC-390 definidos em um ano

AVIAÇÃO

, O Estadao de S.Paulo

23 de março de 2010 | 00h00

A Embraer espera ter em cerca de um ano o projeto do cargueiro KC-390 definido e seus fornecedores escolhidos. É quase certa a colaboração de um parceiro estrangeiro no desenvolvimento da aeronave, principal aposta da fabricante brasileira na área de Defesa. A Força Aérea Brasileira (FAB) e a Embraer assinaram em 14 de abril do ano passado contrato para o KC-390, com investimento estimado em US$ 1,3 bilhão, bancado pela União. Embora o governo ainda não tenha formalizado a encomenda, a expectativa é que a FAB adquira cerca de 20 unidades do cargueiro, que substituirá a frota de C-130 Hércules, da americana Lockheed. "O desafio, se concluídas as parcerias estratégicas com governo e base industrial local, é chegar a abril ou maio do ano que vem com o produto definido e fornecedores escolhidos", disse à Reuters o vice-presidente do segmento de Defesa da Embraer, Orlando Ferreira Neto. Segundo ele, o cronograma "está absolutamente em dia".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.