Embraer tem superávit comercial de US$ 1,17 bilhão

A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) teve superávit comercial de US$ 1,175 bilhão em 2002, ou seja, exportou mais do que importou. O número foi 11% superior ao obtido em 2001, quando o superávit foi de US$ 1,053 bilhão. A montadora de aviões regionais perdeu o posto de principal exportadora nacional para a Petrobras no ano passado.De janeiro a dezembro, a Embraer exportou US$ 2,395 bilhões, 17,31% a menos do que em 2001. No ano passado, ela importou um total de US$ 1,2 20 bilhão em equipamentos e peças para montar as aeronaves, número 33% inferior ao de 2001. A queda das exportações se deve à retração global da indústria aérea a partir dos atentados de 2001.Com menores vendas em 2002, a Embraer respondeu por 3,97% das exportações gerais do País, uma queda de um ponto percentual frente ao ano anterior. Em 2001, a participação da empresa nas exportações do País chegou a 4,98%. A Embraer entregou no ano passado 131 aeronaves, uma a menos do que o previsto. A previsão para este ano é entregar 148 aviões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.