Embraer transfere montagem do AMX para Gavião Peixoto

O presidente da Embraer, Mauricio Botelho, afirmou que a partir do final deste ano a empresa irá transferir a linha de montagem do modelo AMX (foto) de São José dos Campos para a unidade de Gavião Peixoto. Segundo ele, a transferência da linha será gradativa e não há previsão de quando o primeiro avião será fabricado. De acordo com o vice-presidente executivo de comunicação empresarial da companhia, Horácio Aragonés Forjaz, as 12 primeiras unidades do AMX a serem fabricadas em Gavião Peixoto deverão ser destinadas a um cumprimento de um contrato com o governo venezuelano. Esse contrato de operacionalização já foi assinado porém, não foi efetivado ainda.O AMX é fabricado no Brasil, mas tem apenas 30% de índice de nacionalização e os 60% restantes são de tecnologia italiana. A aeronave é utilizada pelas Forças Aéreas para operações de ataque ao solo e missões de treinamento. A Embraer já fabricou 170 unidades do jato e não revela o seu valor por motivos estratégicos. Caso seja efetivada a transferência da linha de montagem do AMX para Gavião Peixoto, o avião será o primeiro a ser produzido inteiramente na nova unidade da Embraer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.