Embrapa, Esalq e Dedini elaboram plano para etanol

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) e a Dedini S/A Indústria de Base estão elaborando um projeto para incentivar novas pesquisas para a produção de etanol. Segundo o chefe geral da Embrapa Agroenergia, Frederico Durães, o objetivo é criar um Plano Nacional de Pesquisa para o Desenvolvimento do Etanol (PNPDE), nos moldes do plano existente para os biocombustíveis.Durães explicou que o plano vai incentivar novas pesquisas na produção de etanol que levem ao aumento da competitividade do combustível tanto no mercado interno como no mercado internacional. As primeiras conversas com a Esalq e a Dedini já foram feitas e a idéia é de que o plano seja anunciado até novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.