Embrapa vai cadastrar vinhedos por satélites

A Embrapa Uva e Vinho, de Bento Gonçalves (RS), está desenvolvendo uma metodologia de medição dos vinhedos que usa localização por satélite (GPS). O sistema ainda passará por testes, com a coleta de dados de algumas propriedades rurais, antes de ser implementado. Além de medir os vinhedos, o trabalho permite indicar sua localização geográfica, explica o pesquisador da área de modelagem de sistemas da Embrapa, Flávio Bello Fialho. A única medição de campo dos vinhedos da serra gaúcha foi feita em 1995 de forma manual, com o uso de trenas. Desde então, os dados foram atualizados com base nas declarações dos viticultores no momento de realizar o cadastro anual da atividade. Com o passar do tempo, alguns vinhedos foram erradicados e outros, substituídos, observa a pesquisadora da Embrapa, Loiva Maria Ribeiro de Mello, coordenadora do Cadastro Vitícola. A localização geográfica dos vinhedos poderá servir, no futuro, para atender exigências de rastreabilidade e indicação de procedência, cita Fialho. Além disso, facilitará o trabalho de controle de doenças e planejamento da produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.