finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Embratel adia lançamento de satélite

A Embratel adiou o lançamento do satélite Star One C1, previsto anteriormente para ocorrer na noite de hoje. O adiamento foi causado por um problema no foguete de lançamento, que sairia da base de Kourou, na Guiana Francesa. A informação é da assessoria de imprensa da Embratel.O Star One C1 será o primeiro satélite da nova geração da Star One, chamada de Série C, que substituirá o Brasilsat B2 (lançado em meados dos anos 90) e ficará a 36 mil quilômetros de altura a partir da superfície da Terra. A nova geração de satélites tem mais potência e permitirá a ampliação do serviço. Em fevereiro do ano que vem, será lançado o Star One C2. Os novos satélites serão usados para transmissões de serviços de telefonia, televisão, internet, rádio e transmissão de dados. O investimento da Embratel nos dois satélites da série C é de cerca de R$ 1 bilhão (mais de US$ 500 milhões), de acordo com a companhia. A Star One tem 80% de seu capital nas mãos da Embratel e os outros 20% são da GE. O novo satélite foi fabricado pela Alcatel Space, na França. Com quase o dobro da potência de seu antecessor, a cobertura do Star One C1 abrangerá não só o território do Brasil como também os demais países das Américas do Sul e Central, além da Flórida, no sul dos Estados Unidos.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

09 de novembro de 2007 | 17h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.