Embratel era representada pela Palau, diz Guerreiro

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Renato Guerreiro, reafirmou que a Palau Telecomunicações S.A. é a empresa pela qual a Embratel pretendia participar dos leilões das licenças para operação do Serviço Móvel Pessoal (SMP) nas bandas C, D e E. "Não tenho o documento, mas o presidente da Embratel, Jorge Rodrigues, falou comigo ao telefone que a Palau era a empresa pela qual a Embratel participaria dos leilões", afirmou Guerreiro ao ser questionado sobre notícias de que a Embratel teria negado qualquer relação com a Palau. A Palau chegou a depositar as garantias no dia 23 de janeiro na Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia, em São Paulo. Mas, ontem, não compareceu à sessão pública da comissão de licitação da Anatel para apresentar suas propostas de preços. Por isso está fora da disputa pelas licenças do SMP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.